Joomla!

Sunday, Sep 24th

última atualização05:12:37 PM GMT

Você está aqui: Saúde

Saúde

Saúde: dicas para identificar diferenças entre gripe e resfriado

E-mail Imprimir PDF

O Instituto de Infectologia Emílio Ribas, unidade da Secretaria de Estado da Saúde referência nacional no tratamento de doenças infectocontagiosas, sugere dicas importantes para que as pessoas possam diferenciar gripes de resfriados com a chegada do inverno (veja abaixo). O chamado “pré-diagnóstico” pode ser feito pelo próprio paciente e ajudá-lo a tomar a iniciativa de procurar atendimento médico.  

Tanto gripes quanto resfriados são doenças infecciosas. Enquanto a gripe é causada pelo vírus Influenza, o resfriado é causado, na maioria das vezes, pelo Rhinovírus. O que irá definir a diferença entre um quadro de gripe e o de resfriado serão sempre os sintomas e o nível de agressividade deles.

De acordo com o médico infectologista do Instituto, Jean Gorinchteyn, o resfriado tem sintomas muito mais brandos e pode ser tratado em casa, com reforço na hidratação, boa alimentação, antitérmicos e analgésicos de costume, além de repouso.

Já no caso da gripe, a visita ao médico é imprescindível, já que a doença pode ter complicações sérias. A gripe é uma doença tão importante, que hoje já existe tanto vacina, quanto remédios específicos para tratá-la. “Na gripe, o comprometimento da saúde é tão forte que impede as pessoas de atuar no seu dia a dia, tanto nas atividades profissionais, quanto nas pessoais”, afirma o médico.

O resfriado costuma surgir lenta e gradativamente, enquanto os sintomas da gripe surgem sempre de forma repentina, “derrubando” a pessoa. Outro aspecto importante é que sintomas como espirro e coriza são quadros típicos de resfriados e não de gripe.

Em pessoas saudáveis, a gripe se caracteriza pela combinação de tosse seca, febre com mais de 38º C e mais um sintoma (veja lista abaixo). Para quem está em situação de risco, no entanto, não é preciso apresentar um terceiro sintoma. A visita ao médico é recomendável já pelo fato de febre e tosse se manifestarem juntas.

Segundo Gorinchteyn, para se proteger de gripe e resfriados, o ideal é lavar sempre as mãos com água e sabão, utilizar álcool gel constantemente para a higienização, evitar lugares com portas e janelas fechados e não levar as mãos ao rosto após contato com superfícies não higienizadas.

 

RESFRIADO

- Início: se instala de forma lenta.
- Duração: média de quatro dias.
- Febre: sim, de no máximo 38 graus.
- Tosse: não há ou surge apenas na reta final da doença.
- Espirro (coriza/nariz vermelho): sim, são características peculiares dos resfriados.
- Dores no corpo: não fazem parte das características do resfriado.

GRIPE

- Início: se instala de forma rápida, de uma hora para outra.
- Duração: média de sete dias.
- Febre: sim, com mais de 38 graus.
- Tosse: sim, é um sintoma típico da gripe, principalmente, a tosse seca.
- Espirro (coriza/nariz vermelho): não, ao contrário do que muita gente. pensa, não faz parte dos sintomas característicos da gripe.
- Dores no corpo: sim, são uma das características mais peculiares da gripe.

 

 

 

Exposição sobre propagandas enganosas de cigarros

E-mail Imprimir PDF

papainoel“Propagandas de cigarro – Como a indústria do fumo enganou as pessoas”. Este é o tema da exposição que o Instituto do Câncer, ligado à Secretaria de Estado da Saúde e à Faculdade de Medicina da USP, abriu no último 29 de agosto, Dia Nacional de Combate ao Fumo. A mostra, que reúne propagandas veiculadas nos Estados Unidos entre as décadas de 1920 e 1950, quando não havia controle sobre a publicidade do produto, apresenta campanhas em que médicos, crianças e até o Papai Noel “vendiam” cigarros.

Mesmo depois da Páscoa, é importante controlar o consumo de chocolate

E-mail Imprimir PDF

chocolateA Secretaria de Estado da Saúde decidiu fazer um alerta para os cuidados com o consumo de chocolate por causa da Páscoa. Nesta época do ano, o apelo para os ovos de chocolate pode levar ao exagero, o que é prejudicial à saúde. Apesar da data já ter passado, muita gente ainda tem grande quantidade de chocolate em casa e

Campanha "Camisinha na Folia" destaca a prevenção

E-mail Imprimir PDF

A Secretaria Municipal da Saúde coloca na rua o bloco da prevenção e da conscientização para o sexo seguro no Carnaval 2011. A campanha "Camisinha na Folia" estará presente nos desfiles das escolas de samba, em bailes, bandas carnavalescas e nos terminais rodoviários.

Cuidados para se adaptar ao fim do horário de verão

E-mail Imprimir PDF

Em todo final de verão, os brasileiros das regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste, além do Distrito Federal, tem que se adaptar a duas coisas: a diminuição da temperatura e à mudança do horário oficial do País. Isso significa dormir e acordar uma hora mais tarde, fato que exige certa adaptação do corpo humano.

Conjuntivite não ataca só no verão

E-mail Imprimir PDF

A Secretaria de Estado da Saúde faz um alerta: os cuidados para prevenir a conjuntivite devem ser tomados o ano todo.  A doença apresenta incidência e transmissão em todos os meses do ano (veja lista abaixo com os dados de 2009).

Crianças são as principais vítimas de desidratação

E-mail Imprimir PDF

Levantamento da Secretaria de Estado da Saúde aponta que crianças e adolescentes com idade até 14 anos são as grandes vítimas de desidratação no verão. A média mensal de internações dessa faixa etária é 44,2% maior neste período do ano.

Página 1 de 2

FALE COM A FOLHA VP

Quer esclarecer dúvidas com
nossos repórteres? Fale conosco.