Joomla!

Sunday, Nov 19th

última atualização05:12:37 PM GMT

Você está aqui: Sobre a Folha

Sobre a Folha

Folha de Vila Prudente – suas origens

A gênese do jornal Folha de Vila Prudente teve origem nas reuniões preparativas da comemoração do centenário de Vila Prudente em 1990.

Para se festejar a data foi organizada uma comissão formada por todas instituições do bairro, entre as elas igrejas, rotarys clubes, lojas maçônicas, associações de bairro, empresas comerciais e industriais, líderes comunitários, poder público e orgãos da imprensa regional. Quase uma centena de entidades se fizeram presente ao evento, acabando por eleger a comissão coordenadora que iria elaborar e realizar o programa de festividades alusivo a data.

A escolha do responsável pela coordenação recaiu, por unanimidade, ao presidente do Círculo de Trabalhadores, Newton Zadra, fato que melindrou o diretor do jornal local, que, ao que parece, pressupunha seria o eleito. O fato mexeu com a vaidade e sensibilidade do “jornalista”. Deste momento em diante, mesmo fazendo parte da comissão de festejos, o referido jornalista passou a escrever artigos criticando os atos do organismo, principalmente o erguimento do Obelisco do Centenário, chegando ao ponto de procurar a prefeita Luiza Erundina para embargar a obra.

Ficava evidente que o jornalismo que vinha sendo praticado no bairro não tinha cunho profissional, era tendencioso, sectário e, principalmente não atendia com isenção as reivindicações locais.
Com injustos ataques semanais, um grupo de empresários que participava da comissão resolveu criar um novo veículo de comunicação em moldes profissionais, tendo como metas a crítica, o apartidarismo, a ética e o pluralismo.

Nesta linha de ação foram contratados jornalistas, responsáveis por publicidade e técnicos, produção e distribuição. A formatação, diagramação e tipologia foram desenvolvidos por gente especializada, não sem antes ser submetida a cansativas discussões.

Para formação da empresa responsável pela Folha, decidimos que nenhum dos sócios poderia ter mais de 10% das cotas e que a presidência do jornal, assim como sua diretoria executiva teria mandato de apenas 3 anos. Fizeram parte do corpo associativo os seguintes membros: Alcides Pedro Barbosa, Antonio Augusto Parada, Archibaldo Fenício Zancra, Benjamin Sequeira Barreira, David Rodrigues Barbosa, Domingos Sanches, Edson Rodrigues Barbosa, João da Costa Pinto, José Raimundo Souza Pereira, Leonel da Silva Guia, Luiz Berto de Faria, Maldi Maurutto, Newton Zadra, Romeu Rossi e Salvador Patané.

No final de 1991 o projeto “Folha VP” estava pronto. No dia 9 de janeiro de 1992 foi lançado o número 0 do jornal. Na semana seguinte ia às ruas a edição número 1.

FALE COM A FOLHA VP

Quer esclarecer dúvidas com
nossos repórteres? Fale conosco.